Pernambuco e Rio Grande do Norte, 9 Dias Adicionar a Favoritos

Recife + Fernando de Noronha + Natal

À sua escolha com estadia em praia

A partir de  R$  4.224  R$  3.590
Pernambuco e Rio Grande do Norte: Recife + Fernando de Noronha + Natal, à sua escolha com estadia em praia

Descubra a beleza do Brasil

Perfeita combinação com a qual poderá desfrutar de uma experiência que combina a natureza com todas as comodidades de uma metrópole moderna. Recife oferece atividades durante 24 horas por dia. Durante o dia, pode desfrutar das belas praias localizadas ao sul da metrópole e mergulhar nas águas cristalinas para descobrir os recifes coloridos. À noite, pode percorrer os seus bares e discotecas. Fernando de Noronha é considerada uma reserva ecológica e a meca do mergulho. Neste arquipélago encontra-se também a terceira mais bela praia do mundo, a "Baía do Sancho". E, por fim, Natal, cuja principal atração são as praias, que são rodeadas por enormes dunas de areia. Destaca-se também a sua animada vida noturna.

Serviços incluídos na viagem

  • Voo de Ida e Volta.
  • Traslado do aeroporto ao hotel em Recife.
  • Estadia no hotel selecionado em Recife.
  • Regime em Recife - De acordo com o selecionado na reserva.
  • Traslado do hotel em Recife ao aeroporto.
  • Voo de Recife a Ilha Fernando de Noronha.
  • Traslado do aeroporto ao hotel em Ilha Fernando de Noronha.
  • Estadia no hotel selecionado em Ilha Fernando de Noronha.
  • Regime em Ilha Fernando de Noronha - De acordo com o selecionado na reserva.
  • Traslado do hotel em Ilha Fernando de Noronha ao aeroporto.
  • Voo de Ilha Fernando de Noronha a Natal.
  • Traslado do aeroporto ao hotel em Natal.
  • Estadia no hotel selecionado em Natal.
  • Regime em Natal - De acordo com o selecionado na reserva.
  • Traslado do hotel em Natal ao aeroporto.
  • Seguro Viagem.

Serviços NÃO incluídos

  • Taxas de hospedagem em Brasil pagamento direto no estabelecimento.
  • A taxa de preservação ambiental é cobrada de acordo com os dias de permanência na ilha. Deve ser paga no aeroporto no momento do desembarque ou pela internet http://www.noronha.pe.gov.br/

Notas importantes

  • - Os quartos triplos em Brasil são geralmente com duas camas individuais ou uma cama de casal onde se instala uma bicama adicional para acomodar a terceira pessoa, com os inconvenientes que esse tipo de acomodação possa causar. Por isso, na medida do possível, desaconselhamos reservas nesse tipo de quarto.
  • - Consulte o seu centro de vacinação internacional para saber quais as medidas de saúde preventivas recomendadas em Brasil.
  • - O cartão de crédito é considerado uma garantia, e as vezes o seu uso é imprescindível ao realizar o check-in no hotel.
  • - Normalmente os hotéis dispõem de berços para bebês. Caso contrário, terão de dividir cama com um adulto.
Itinerário Completo

Dia 1: Cidade de origem - Recife

Saída com destino Recife. Chegada e traslado do aeroporto ao hotel selecionado em Recife. Resto do dia livre. Hospedagem.

Dia 2: Recife

Dia livre. Hospedagem.

Dia 3: Recife

Dia livre. Hospedagem.

Dia 4: Recife - Ilha Fernando de Noronha

À hora combinada, traslado ao aeroporto. Voo de Recife a Ilha Fernando de Noronha. Chegada e traslado do aeroporto ao hotel selecionado em Ilha Fernando de Noronha. Resto do dia livre. Hospedagem.

Dia 5: Ilha Fernando de Noronha

Dia livre. Hospedagem.

Dia 6: Ilha Fernando de Noronha - Natal

À hora combinada, traslado ao aeroporto. Voo de Ilha Fernando de Noronha a Natal. Chegada e traslado do aeroporto ao hotel selecionado em Natal. Resto do dia livre. Hospedagem.

Dia 7: Natal

Dia livre. Hospedagem.

Dia 8: Natal

Dia livre. Hospedagem.

Dia 9: Natal - Cidade de origem

À hora combinada, traslado ao aeroporto. Voo com destino Cidade de origem. Chegada. Fim da viagem e de nossos serviços.

Recife

Recife é um município brasileiro, capital do estado de Pernambuco.

Localizado às margens do oceano Atlântico, o município possui uma área de 217,494 km² e uma população de 1.536.934 de pessoas. É sede da Região Metropolitana do Recife, a maior aglomeração urbana do Nordeste brasileiro e quinta maior do país, com 3,7 milhões de habitantes. Classificada pelo IBGE como uma metrópole regional, o Grande Recife é a área metropolitana de maior densidade populacional do Nordeste brasileiro e terceira mais densamente habitada do país, superada apenas por São Paulo e Rio de Janeiro, além de possuir a quarta maior rede urbana do Brasil em população.

A metrópole desempenha um forte papel centralizador em seu estado e região, abrigando grande número de sedes regionais de instituições e empresas públicas e privadas, como o TRF da 5ª Região, a Eletrobras Chesf, a SUDENE, a Superintendência Regional Nordeste da Infraero, a TV Globo Nordeste, entre outras, e com uma área de influência que abrange outras capitais, como João Pessoa, Maceió, Natal e Aracaju. Inclui, além da capital pernambucana, mais 14 cidades do Grande Recife, concentrando 65% do PIB estadual.

A cidade do Recife foi eleita por pesquisa encomendada pela MasterCard Worldwide como uma das 65 cidades com economia mais desenvolvida dos mercados emergentes no mundo. Apenas cinco cidades brasileiras entraram na lista, tendo Recife recebido a quarta posição, após São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília e à frente de Curitiba.

Destaca-se por possuir o maior parque tecnológico do Brasil, o Porto Digital; o maior número de consulados estrangeiros fora do eixo Rio-São Paulo, sendo inclusive a única cidade, com exceção de São Paulo e do Rio de Janeiro, que tem consulado dos Estados Unidos; o mais importante polo médico do Norte-Nordeste; o maior e mais moderno aeroporto do Norte-Nordeste e um dos cinco melhores do mundo, o Aeroporto Internacional do Recife; o maior PIB per capita entre as capitais da Região Nordeste; uma forte indústria de construção civil: a cidade detém grande número de arranha-céus em comparação a outras capitais do país; e sua região metropolitana, o Complexo Industrial de Suape, que abriga, entre outros empreendimentos, o maior estaleiro do Hemisfério Sul.

Com um grande potencial turístico e forte vocação para o turismo de negócios, frequentemente é escolhida como sede de diversos eventos, como simpósios, jornadas e congressos.

O nome "Recife" provém da palavra arrecife, grande barreira rochosa de arenito (recifes) que se estende por toda a sua costa, formando piscinas naturais.

Geralmente, o nome do município dentro de frases é antecedido de artigo masculino, como acontece com os municípios do Rio de Janeiro, do Crato, do Cabo de Santo Agostinho e outros. A esse respeito, muitos intelectuais recifenses e pernambucanos já se pronunciaram, entre eles Gilberto Freyre, em seu livro O Recife, sim! Recife, não!, em 1960. Sobre o tema se pronunciou o historiador pernambucano José Antônio Gonçalves de Melo: "Porque se originou de um acidente geográfico - o recife ou o arrecife - a designação do Recife não prescinde do artigo definido masculino: O Recife e nunca Recife." Por outro lado, o gramático Napoleão Mendes de Almeida afirma em longo arrazoado que não se deve usar o artigo definido para fazer referência à cidade, mas apenas ao bairro homônimo: "o bairro do Recife na cidade de Recife".

Ver o guia completo

Ilha Fernando de Noronha

Natal

Natal é um município brasileiro, capital do estado do Rio Grande do Norte, pertencente à Região Metropolitana de Natal, à microrregião de Natal, à mesorregião do Leste Potiguar e ao Polo Costa das Dunas. A cidade nasceu às margens do rio Potengi e do Forte dos Reis Magos, no extremo-nordeste do Brasil, numa região chamada "esquina do continente", distante 2.507 quilômetros de Brasília. É conhecida como a "Cidade do Sol" por ser uma das localidades com o maior número de dias de sol no Brasil, chegando a aproximadamente trezentos. Também a chamam de "Capital Espacial do Brasil" devido às operações da primeira base de foguetes da América do Sul, o Centro de Lançamento da Barreira do Inferno no município limítrofe de Parnamirim.

A capital potiguar é a capital com melhor qualidade de vida do Norte-Nordeste, é a vigésima cidade mais populosa do país, detendo em 2010 uma população de 810.780 habitantes, além de ser a sede da quarta maior Região Metropolitana do Nordeste brasileiro, 15ª maior do país e 369ª maior do mundo. Deve-se observar que há áreas conurbadas à cidade, porém pertencentes aos municípios vizinhos, como Nova Parnamirim, com aproximadamente 100 mil habitantes, que é uma extensão da zona sul da cidade, dentro do município vizinho de Parnamirim, e outras áreas do aglomerado urbano da metrópole. Atrai aproximadamente 2,5 milhões de turistas ao ano por contar com muitas praias e belezas naturais e também por sediar a maior micareta do país, o Carnatal, o que faz com que a cidade se configure como a oitava cidade mais visitada por turistas do Brasil (dado de 2005) e a mais visitada por portugueses. O município foi eleito pela Aviesp (Associação das Agências de Viagens Independentes do Estado de São Paulo) como o melhor destino turístico do Brasil em 2007, e também é uma das cidades com o maior número de leitos turísticos do Brasil, sendo aproximadamente 28 mil.

Historicamente, a cidade teve grande importância durante a Segunda Guerra Mundial em 1942 durante a Operação Tocha, já que os aviões da base aliada americana se abasteciam com combustível no lugar que hoje é o Aeroporto Internacional Augusto Severo, sendo classificada como "um dos quatro pontos mais estratégicos do mundo" pelo Departamento de Guerra dos EUA, junto com Suez, Gibraltar e Bósforo. Natal é a segunda menor capital do país em área territorial e, por isso, possui uma das mais altas densidades demograficas do país.

É o trigésimo-sexto maior PIB municipal da nação, sendo que sua economia não se resume só no turismo, mas também no comércio, indústria e construção civil, tanto que foi eleita a quarta melhor cidade do Nordeste para se trabalhar e a capital do Nordeste em que se paga melhor a um trabalhador em um emprego formal no Nordeste do Brasil, tendo também o quinto maior poder de compra por parte da população no Brasil. É terra do folclorista Luís da Câmara Cascudo e do poeta Ferreira Itajubá, possuindo monumentos históricos como o Teatro Alberto Maranhão e a Coluna Capitolina Del Pretti, ambos no Centro Histórico de Natal, além de outras atrações como a Ponte Newton Navarro, o maior cajueiro do mundo, o Parque da Cidade, o Parque das Dunas e praias como Ponta Negra, Genipabu e Pipa.

Ver o guia completo