Viagens

O quê visitar em Roma

Identificação

Roma: O Berço da Civilização Ocidental

Os Impressionantes Monumentos Romanos

O quê visitar em Roma
  • Os Forums

    Durante a época do Império o Forum era o centro de encontro aonde se discutia assuntos de interesse político, comercial e religioso, desde o século II a.C quando então Roma se converteria na Capital do Império durante muitos séculos.
    Os forums eram lugares de discussão e encontro tão importantes como o Coliseo ou o Estádio.
    No Forum vivia o Imperador e seus mais próximos seguidores de ordem política e militar. Era um lugar estratégico para a vida Romana.
    Na atualidade os Forums se encontram divididos segundo sua origem e para ter acesso às várias zonas se deve pagar um ingresso que varia de acordo com a zona que deseja visitar.
    As ruínas são imponentes e se destacam dentre elas o Forum Romano e o Coliseo.
  • O Forum Trajano
    Entre os forums a percorrer destaca-se o forum Trajano, localizado perto da Praça Venecia, anteriormente denominado como uma das maravilhas do tempo clássico.
    Na atualidade só é possível conhecer uma pequena parte da antiga cidade comercial já que na sua maioria encontra-se deteriorada ou em ruínas. Este forum é o primeiro que se visita em qualquer dos caminhos que se escolha para conhecer a parte antiga de Roma.
    Localizado no hemiciclo daquilo que um dia foi a zona comercial do forum Trajano, encontramos a Coluna Trajana, uma das mais admiráveis obras clássicas conservadas até os dias de hoje. A obra data do ano 113d.C e foi construída em comemoração às vitórias do imperador. O monumento mede uns 40m de altura e sobre a superfície se podem divisar cenas das campanhas vitoriosas.
    No começo, o monumento era parte da Basílica de Ulpia. O forum Trajano destaca-se por ser o último dos forums romanos.
  • O Forum Palatino
    O forum Palatino encontra-se na Via di San Gregorio, pode-se chegar com facilidade em ônibus com as linhas 75, 81, 116 e 117 ou utilizando o metrô descendo na estação Coliseo. O forum está aberto ao público de segunda a sábado das 09h00min às 18h e aos domingos de 09h00min às 13h.

    Segundo conta a lenda, este é o lugar aonde os irmãos Rômulo e Remo fundaram a antiga Roma. Ao redor encontramos as residências mais imponentes do Império Romano. Dentro do Forum pode-se encontrar a Vila Domus Flavio e a Domus Augustaza, dois dos lugares turísticos mais visitados. A primeira era utilizada para realizar assembléias imperiais e a segunda era utilizada como residência particular do imperador.
  • O Coliseo Romano
    O Coliseo é o maior anfiteatro em tamanho e capacidade da Capital italiana. Foi construído sob encomenda de Vespasiano no ano 72d.C sobre um solar que formava parte do Domus Aurea di Neron. Tem uma elegante e monumental estrutura, formado por uns 80 arcos que recebem aos 55 mil espectadores que ingressam ao recinto. Sua inauguração foi dada no ano 80a.C pelo imperador Tito César.
    Na antiguidade o Coliseo era coberto por uma imensa lona manejada com roldanas para os dias excessivamente ensolarados.
    O Coliseo destaca-se imponente para os visitantes, a sua monumental estrutura e seus vários níveis subterrâneos cativaram por séculos aos que tiveram o privilégio de estudá-lo e percorrê-lo. Sua função era entreter o público com os espetáculos de luta e sangue mais desgarradores da época romana.
    Pode-se chegar ao Coliseo utilizando o metrô, descendo na estação Colosseo ou utilizando as linhas de ônibus 75, 81 e 85. A visita pode-se realizar nas diferentes modalidades (itinerários) oferecidos e se mantém aberto entre abril e setembro de 9 a 19h e entre outubro e março os horários de abertura são de 9h00min a 15h30minh.
  • O Domus Aurea
    Encontra-se na Via Della Domus Aurea, as formas de chegar são com metrô (Colosseo) ou através das linhas 75, 81, 85 e 87 de ônibus. Aberto de segunda a domingo de 9 a 20h. É necessário reservar com antecipação para poder visitá-lo. Foi restaurado e agora está aberto novamente a visitações, ainda que a zona atual seja em proporção muito menor que a original, é possível admirar o desenho monumental de suas instalações, as de um antigo palácio que originalmente ocupava todo o lado sul do Forum Palatino, a área total era similar a 25 coliseos.
  • Igreja do Gesu
    Está na Praça de Ges, pode-se chegar facilmente utilizando as linhas de ônibus 40, 46, 62, 64, 70, 81 e 492. Está aberto ao público de segunda a domingo de 6h00min a 19h15minh - fechado para o almoço de 12h00min a 16h00min.
    A igreja foi construída entre os anos 1568 e 1584, é considerada a 1ª igreja jesuíta construída na cidade de Roma. É um monumento representativo da época da contra-reforma.
    O mais destacado é o púlpito, o altar principal e a beleza da extraordinária cúpula. A decoração da igreja é outra das principais razões pelas quais vale a pena admirá-la.
  • São Carlo alle Quattro Fontane
    Construída em 1634, a igreja constitui um dos monumentos mais importantes de Roma, foi chamada antigamente com o nome de igreja de São Carlino e estava às ordens das Trinitárias descalças. A beleza das suas formas entre côncavas e convexas e o caráter da sua arquitetura, em conjunto com a imponente cúpula, são as maiores atrações da igreja e uma mostra do gênio que foi seu criador maestro Borromini.
    Está na Via do Quirinnale, 23. A melhor forma de chegar por transporte público é utilizando o ônibus, linhas 52, 53, 61, 62 e 95. Aberto de 9h30min a 12h30min.
  • O Panteão
    O Panteão encontra-se na Praça da Rotonda, pode-se chegar com os ônibus 40, 46, 62, 64, 70, 81, 87, 116 e 492. Aberto de 08h30min a 19h00min de segunda a sábado e de 9h00min a 13h00min aos domingos.
    O Panteão está considerado como o ícone monumental com maior representatividade do império romano, além de ser o lugar histórico melhor conservado da sua época. Foi construído no ano 118d.C é um templo cujo objetivo era reverenciar aos deuses mitológicos.
    Sua forma circular precedida de uma logia de forma quadrada de colunas e um frontão. A parte central está constituída por uma esfera de um raio de 43,3.
    O acesso interior está restringido a uma só entrada, conhecida como o óculo e situado na parte superior do Panteão. Atualmente alberga os restos das personalidades mais importantes da história e tradição romana e italiana. O museu Vaticano - encontra-se na cidade do Vaticano, a melhor forma de chegar é utilizando o tranvia 1B2 ou os ônibus 23, 40 e 64.
    Horário de funcionamento: de segunda a sábado de 9h00min a 14h00min e o último domingo de cada mês de 9h00min a 13h00min.
    O museu ostenta uma das maiores coleções de arte do mundo. Edificado originalmente como residência para os papas da época renascentista no séc.XVIII formou parte por 1ª vez de uma exposição de arte das obras colecionadas pelos papas até então.
    Destacamos o museu Gregoriano Egípcio, que alberga documentação muito importante da antiga civilização egípcia. Inclui a mostra de múmias, sarcófagos e lápides. As estátuas da época romana também são consideradas na exposição.
    O museu é um monumento imperdível em qualquer percorrido que se disponha a fazer por Roma. A magnitude das suas coleções e a imponente arquitetura que a rodeia são duas das principais razões pelas quais não pode deixar de visitar este museu.
  • Fonte de Trevi
    Está localizada na Praça de Trevi, o acesso se pode realizar através das linhas 52, 53, 58, 63 e 630 de ônibus ou em metrô até a estação Barberini.
    A fonte de Trevi é um arco triunfal exposto na fachada externa do palácio. Compreende uma alegoria a Neptuno, o Deus dos mares, está retratado junto aos seus cavalos e acompanhado da Abundancia e a Saúde.
    Foi construída por Incola Salvi no ano de 1763 e se converteu no ponto de visita imprescindível para qualquer turista que chegue a Roma. A tradição diz, que ao aproximar-se à fonte o visitante deve lançar duas moedas, a 1ª desejando voltar à Roma e a 2ª pedindo o desejo que melhor lhe pareça.
  • A basílica de São Pietro in Vincoli
    A igreja se encontra na Praça de São Pedro, a entrada aos visitantes está permitida todos os dias de 7h00min a 12h30min e de 15h30min a 18h00min. A atração principal da basílica é o Moises de Michelangelo, uma curiosa escultura que acompanha o agregado funerário do Papa Giulio II. Foi precisamente este Papa que encomendou a reconstrução da basílica e a escultura à Michelangelo.
    O 1º de agosto de todos os anos se comemora o motivo pelo qual se construiu a basílica se chama a celebração das Correntes de São Pedro.
  • Basílica de São Giovanni in Laterano
    Está na Praça São Giovanni in Laterano, 4. Pode-se chegar utilizando o serviço de ônibus com as linhas 81, 85, 87, 673 e 810. Está aberto a visitação de 7h00min a 19h00min de abril a setembro. De outubro a março fica aberto de 7h00min a 18h00min.
    A igreja teve de ser restaurada e reconstruída várias vezes devido aos vários incêndios sofridos, no entanto pode manter seu aspecto clássico. A basílica foi utilizada como residência papal até o ano 1309.
  • São Pietro in Montorio
    É um convento que está localizado na Praça de São Pietro, 2. Chega-se em ônibus com as linhas 44 e 75. Está aberto ao público todos os dias de 7h30min a 12h00min e de 16h00min a 18h00min.
    Localizado sobre a colina, ao sul do Trastevere, as estruturas do monastério se erguem desde o séc.XV, no seu interior podemos apreciar quadros e obras de arte, mas o mais destacado é o Templete de Bramante que adorna o interior, uma autentica obra de arte.
    O monumento representa o máximo esplendor do Império Romano, sendo também um dos principais monumentos da cidade e lugares imperdíveis de visitar pelo turista.
  • Sant'agnese in Agone
    A igreja se encontra na Praça Navona, a melhor forma de visitá-la é indo em ônibus com as linhas 40, 46, 62, 64, 67, 70 e 81. Está aberto a visitações todos os dias.
    Foi construído por Carlo Rinaldi sobre o lugar escolhido para que Santa Ana sofra o seu martírio, por este motivo leva seu nome. Com uma maravilhosa arquitetura e um desenho composto de formas côncavas e convexas, o realce da superfície é uma fonte de admiração para os visitantes.
    A igreja representa a batalha interna de Bernini e Barromini, razão pela que na fachada, os personagens aparecem com a cabeça protegida com as mãos, a idéia era que a fachada não duraria muito tempo antes de ser derrubada, por sorte para a história, se mantém de pé até a atualidade e forma parte dos principais atrativos do antigo Império Romano.
  • Museu do Capitolio
    O Museu do Capitólio encontra-se na Praça do Capitólio, a entrada aos visitantes está permitida de terça a domingo de 10h00min a 21h00min.
    O Capitolio encontra-se conformado por um conjunto de museus criados em 1471 pelo Papa Sixto IV, em base as suas doações compostas principalmente de sua coleção pessoal de estátuas.
    O Capitolio também conta com uma famosa pinacoteca. O museu conta na atualidade com uma das coleções mais importantes e extensas da história artística da cultura romana. A coleção está dividida em duas grandes seções cada uma ocupada em um edifício; o Palácio Novo e o Palácio do Conservatório.
    Atualmente se está trabalhando nas ampliações, tal como no caso do Palácio de Caffaelly e o Palácio do Clementino, ambos considerados como parte do museu hoje em dia. Entre o mais interessante de se ver nas coleções, ressaltamos a estátua de Marco Aurélio e a Lupa Capitolio, podemos encontrar na pinacoteca obras de Guido Reni, Pietro Cortona, entre outros. Os retratos de Van Dick também são muito interessantes para conhecer.
  • Colégio Romano
    Está localizado perto de Fontanella del Facchino, na praça do Colégio Romano.
    A maneira mais fácil de chegar é utilizando as linhas dos ônibus 40, 46, 62, 64, 70, 81 e 492.
    O monumento foi construído a pedido do Papa Gregorio XIII para ser utilizado como residência dos Jesuítas na época da contra-reforma. Na fachada principal pode-se observar uma torre grande com um relógio que data do ano 1787 e que funcionava para observar o clima da cidade.
  • A Fontanella do Facchino
    É uma fonte com um personagem desconhecido (no meio), a estátua forma parte das estátuas cantantes de Roma. A fonte data de 500d.C e foi construída por Jacobino del Conte.
Logitravel Logitravel Viagens e Turismo Ltda. - Reg. Embratur 26.038016.10.0001-6 - Todos os direitos reservados
Footer Thawte